Quem sou eu

Eu sou uma adestradora de cães diferente.

Pois eu comecei de um jeito diferente.

Quando eu tinha 13 anos de idade e morava na Espanha, em 2007, ganhei meu primeiro cachorro, um SRD, que chamamos de Balto. Como eu não sabia educar um cachorro, foram aparecendo dúvidas e problemas de comportamento. Por isso, somado aos programas de TV que avivaram minha paixão por adestramento, comecei a entrar em contato com adestradores.

Esses adestradores, espanhóis, modelaram minha mente me fazendo entender qual é o caminho certo que um adestrador de cães deve tomar, um caminho certo que nenhum outro adestrador toma.

As críticas ao jeito errado eram recorrentes. Existem muitos adestradores que fazem um minicurso de poucas horas e já se acham adestradores (e muitos fazem apenas um rápido curso online, outros não fazem nenhum curso) e começam a atender clientes. Isso traz graves consequências para os cachorros, como traumas, estresse ou, inclusive, a aparição de problemas de comportamento (como agressividade) porque eles não entendem realmente de comportamento.

Já como adestradora, no Brasil, eu vi a mesma situação. Eu cheguei a atender cães que passaram por esses “adestradores”, cães deixados com sequelas e traumas. Me lembro de uma história de um cliente que me disse que o “adestrador” fez seu filhote de poucos meses se mijar e cagar do medo! Tenha muito cuidado com o que você encontra por aí, porque isso não é um adestrador. Veja que isso é um problema tão antigo, que existem supostos profissionais trabalhando assim há 20 anos, sem nenhum fundamento científico nem comportamental (nem ético, pelo visto).

Voltando ao meu início, e compreendendo a importância tanto da parte teórico-científica, como da sua correta aplicação, a parte prática, eu comecei minha formação como adestradora no ano 2012. De 2012 até 2016, passei por diversos cursos e seminários, complementando com estágios e experiência prática (práticas com os cachorros dos meus familiares, vizinhos e atendimentos gratuitos). Em 2016, depois de quatro anos de formação, eu me senti pronta para começar a atuar profissionalmente e me considerar adestradora profissional. Pouco tempo depois, ainda em 2016, vim para o Brasil.

Esse é o caminho certo. Esse é meu diferencial. Que outro adestrador na face da Terra fez o que eu fiz? Eu não sei, pois esse não é o caminho comum que os adestradores tomam. Porém, esse caminho é tão importante que, atualmente, a Espanha estabeleceu que você precisa de pelo menos 300 horas de formação comprovadas, teórico-práticas, para poder exercer a profissão de adestrador. Isso é tão importante que um curso de formação profissional de adestradores não pode ter menos de 300 horas.

Eu, hoje, acumulo 650 horas de formação teórico-práticas, pois não interrompi meu aprendizado em 2016, quando comecei a atender profissionalmente. Seria um erro eu ter achado que eu já sabia de tudo e que não precisava aprender mais. Eu continuei. E o último curso em que participei foi de formação e reciclagem de adestradores, agora em outubro, um curso de 7 dias.

Além do mais, eu treino para Obediência FCI, um esporte canino que procura a excelência nos exercícios de obediência. Por que eu treino obediência esportiva? Responderei parafraseando um amigo, brasileiro, Campeão de Adestramento IGP: “Porque é a Universidade dos adestradores”. O tempo dedicado ao treino, estudos, aprendizado e evolução é tão grande que é equivalente a uma graduação universitária. Você se aperfeiçoa como adestrador. Você se diferencia. Porque são muitos anos para você conseguir graduar seu cachorro no mais alto nível.

E os esforços dão seus frutos. Abaixo, você tem uma pequena lista das minhas conquistas de que mais gosto, que mais me trazem felicidade, junto com fotos de diversos eventos formativos.

– Atual consultora da Comissão Brasileira de Obediência (CBOB), da CBKC – FCI
– Ex-Coordenadora da CBOB.

Título de Obediência esportiva – Fenzi TEAM 1+

Título de Obediência esportiva – Fenzi TEAM 1

1º lugar em prova simulada de pré-BH (obediência esportiva)

4º lugar do 1º concurso online de adestramento da Bravecto (free style/estilo livre)

O concurso teve centenas de concorrentes.
*4º lugar: O concurso especificou os três primeiros lugares. Mas, do 4º ao 12º, todos ocuparam o 4º lugar.

Show de Natal – Apresentação ao vivo no Praia Shopping

Nessa época, Duna ainda estava melhorando.
Foi a partir de 2019 quando conseguimos mudanças significativas na motivação, drive, foco, atenção e concentração de Duna.

Nos meios de comunicação:
– 1 vez no jornal decano da imprensa espanhola, o famoso e prestigioso
Faro de Vigo;
– 3 vezes no programa Você Feliz, da TV Feliz (antes: Rede TV RN);
– 1 vez no programa Tudo com Priscilla Freire, da TV Tropical (RecordTV RN).

Na imagem, eu estou realizando meu discurso de inauguração do parque canino. Depois fizemos uma demonstração de adestramento.
O parque foi um projeto em qual colaborei em parceria com a Prefeitura de Soutomaior, dando orientações diretas ao prefeito e conferindo a adequada posição dos obstáculos e dos objetos do parque.

Entrevista – Você Feliz, da TV Feliz
Entrevista – Tudo com Priscilla Freire, TV Tropical (RecordTV RN)
Entrevista – Você Feliz, da TV Feliz

Aprendendo e atualizando-me desde 2012.
Veja alguns dos meus mestres.

Parcerias com eventos, petshops, adestradores e amigos.

Projetos, cursos, palestras, seminários e outros


Crie seu site com o WordPress.com
Comece agora
%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close